Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial com autismo e um raro síndrome de deleção 18P

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial com autismo e um raro síndrome de deleção 18P

UM BLOG DIFERENTE!!!!!!!!!!!!!!

euegongas.jpg

 

Antes de fazer o blog do Gonçalo hesitei muito em como o fazer.  Não tenho desenhos bonitos de nada, de mim porque o meu filho não gosta de desenhar. Tenho poucas conversas engraças para partilhar porque o Gonçalo expressa-se muito pouco verbalmente. Então como fazê-lo?  Como descrever a dor e a ternura de ser mãe de alguém tão único, tão especial?

Por um lado, queria defender a causa do transtorno do espetro do autismo. À primeira vista são crianças normais. E por o parecerem a sociedade das mães e pais perfeitos olha estas crianças e os seus pais de lado no caso do meu filho não tem os maneirismos estereotipados nos filmes. Aliás sempre foi cheio de vida, sociável, o único sinal indicador era não verbalizar as palavras, mas há crianças que falam tarde…enfim ninguém me ouvia quando o meu coração de mãe dizia que neste caso não era normal…

Mas não queria que fosse só isso. Queria também partilhar as minhas angústias de mãe, a minha luta, as minhas derrotas e as minhas vitórias… Por mais pequenas e sem importância que pareçam para a maioria das pessoas. Mas não queria que isto fosse um muro de lamentações, nem dar a ideia de ser uma supermãe que aguenta tudo com um sorriso na cara porque também não o sou e passar essa imagem seria uma hipocrisia da minha parte. Por vezes é difícil, o equilíbrio pretendido.

 Por outro não queria centrar o blog só nisso, mas no Gonçalo. Dar a conhecer como uma criança destas pode ser amorosa, generosa, alegre, cativante, única, se lhe dermos oportunidade.  E desta forma sensibilizar outros pais para incentivarem os seus filhos a tentarem interagir com estas crianças e também aos poucos dar-lhes a conhecer como o podem fazer.

Por isso quero agradecer aos que nos visitam. Voltem sempre mesmo que por vezes não tenha um post novo. Se gostarem e se acharem importante divulguem, mas não se esqueçam de avisar que este é blog diferente e que por isso é sempre importante ler o primeiro post.  Aos meus cinquenta subscritores a minha gratidão.

6 Grasnados

  • Imagem de perfil

    Mamã Gansa 07.08.2018

    Obrigada pela tua presença. Tenho duas sobrinhas da tua idade, mais um pouquinho ainda te adoto como sobrinha também. Acho que como trabalhas como monitora como crianças ainda te poderá até vira ser útil. Obrigada e volta sempre. Beijinhos
  • Sem imagem de perfil

    A Desconhecida 07.08.2018

    Podes adotar-me, eu adoro ter tias! Trabalho como monitora, e estou a estudar educação, por isso é perfeito.
  • Imagem de perfil

    Mamã Gansa 07.08.2018

    Então estás adotada. :D. Olha que sou tia Gansa , é que nem sou galinha , já sou gansa . Olha se estudas educação creio que vais gostar bastante do post que programei para amanhã.
  • Sem imagem de perfil

    A Desconhecida 07.08.2018

    Fico à espera do post, tia Gansa!
  • Imagem de perfil

    Mamã Gansa 08.08.2018

    Amanhã pela manhã já vai estar.
  • Grasnar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.