Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial com autismo e um raro síndrome de deleção 18P

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial com autismo e um raro síndrome de deleção 18P

Texto dos seis anos do princípe

A crescer com o Gonçalo

seisanosg.jpg

Já não chega uma mão para contar os teus anos pequeno Príncipe. É verdade eram 18h18 quando conheci o meu verdadeiro Príncipe encantado. E como qualquer príncipe que se preze dos contos de fadas és um lindo de príncipe de caracóis e maravilhosos olhos cor de chocolate e pestanas de meter inveja até à mamã. Mas quis o destino, que a nossa vida que parecia rumar direita uma felicidade sem par, nos trocasse as voltas. Como em qualquer conto de fadas que se preze em que uma bruxa má lança uma maldição ao príncipe e levou as tuas palavras com ela… Só que com isso aprendi muito.
Aprendi que cada pequena conquista é uma grande vitória. Aprendi que às vezes as palavras não são necessárias. Aprendi que às vezes há mais amor num olhar, num gesto, até num simples momento lado a lado do que num “gosto de ti2 papagueado. Aprendi que o mundo seria muito melhor se houvesse mais meninos como tu, sem maldade no coração e que com tão pouco és capaz. de ser mais feliz do que muitos meninos que têm tudo e nada os faz feliz. Aprendi que a tua irmã ainda é mais bonita por dentro e por fora do que alguma vez eu imaginei que ela pudesse ser, por tão cedo ter aprendido o valor do amor incondicional. Aprendi que quando pensamos que o amor é um sentimento muito mais poderoso e avassalador do que se possa imaginar e que nos transforma em pessoas melhores, capazes de enfrentar qualquer tempestade e que até posso ficar perdida na tempestade, mas que recupero sempre e a cada dia mais forte.
Aprendi também o valor de chorar, de me revoltar e de reclamar o meu espaço, que não faz mal cair de vez em quando, mas que ao fim de um tempo aprendemos a cair de pé. Aprendi que os verdadeiros amigos são aqueles que sabem que basta simplesmente ficarem contigo. Aprendi também que quando menos esperamos, encontramos um ombro amigo, uma mão que nos puxa e nos levanta para não desistirmos, e nos faz pensar que afinal não é só nos contos de fadas que as fadas madrinhas existem. E tal como nos contos de fadas acredito em finais felizes, em que o amor quebra a maldição da bruxa má e vence. E por tudo isto tenho muito orgulho em ti meu pequeno príncipe e mais que o meu Príncipe encantado és também o meu Herói preferido. Parabéns Gonçalito pelos teus seis aninhos meu menino guerreiro que a mamã ama muito. Que nunca percas o teu sorriso e a tua alegria, pois tenho a certeza que um dia a vida te retribuirá.

1 Grasnado

Grasnar post