Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma mãe atrapalhada (2ªParte)

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

Crónicas de uma mãe atrapalhada (2ªParte)

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

FOMOS AO FESTIVAL DO PANDA!!!!

O pai não pôde ir por isso fui eu a Babá (a mana mais velha) e o Gonçalo ao Festival do Panda Domingo passado em Oeiras.  Felizmente o Gonçalo estava bem-disposto e cooperou bastante no início deixou que lhe pusessem a pulseira de identificação, coisa que nunca deixava, no Hospital era sempre um trinta e um com isso.

 

Eu estava um pouco ansiosa porque ela não gosta muito de multidões, mas não houve problema felizmente.

O Festival foi em Oeiras no Parque dos Poetas o que é um espaço muito bonito, mas disperso.

As filas para os insufláveis eram intermináveis pelo que não fomos para nenhuma. Mas o Gonçalo ainda participou de umas atividades de pistolas de água e rebentar balões com um capacete, só se atrapalhou com as andas de patas. No início foi difícil fazê-lo esperar, mas nas atividades seguintes ele percebeu que tinha de aguardar a vez dele.

O facto de os espetáculos não serem todos no palco principal, fez com que perdêssemos o Pocoyo   e chegássemos ao das Winx já no fim e quando chegámos ao principal só conseguimos lugar num sitio que mais parecia “parque de estacionamento de carrinhos de bebé”.

 

Apesar dos avisos dos apresentadores havia muitos adultos de pé á frente das crianças, o que fazia com que outros ficassem de pé com as crianças às cavalitas e não se via grande coisa.

Mas pronto, lá se conseguiu vislumbrar algo do Noddy, dos Wings e aqueles que o Gonçalo vibrou mais foi o Rei Juliano e a Masha e o Urso.  E deste ele gostou tanto que depois do Urso mandar um grande abraço à Urso, quem ganhou um grade baraço à urso foi aqui a Mamã Gansa !

 

Ainda fomos até perto do palco no final, mas a saída dos personagens quase não conseguimos ver.

 

Já fui a vários e para mim os mais organizados eram os realizados no Estádio do Restelo onde os espetáculos e as diversões são no mesmo recinto e as pessoas respeitavam mais, porque a segurança tinha mais controlo. Lembro-me de há uns anos quando estava grávida do Gonçalo de terem vindo ter comigo por estar de pé, sem estar na frente de ninguém, pedirem-me para me sentar e depois de explicar que me custava muito o esforço de estar sentada e levantar é que me deixaram ali ficar ao lado de uma segurança. Este ano estava de pé quem queria e lhe apetecia grrrr…

Outra coisa que abomine foi ver o lixo que as pessoas deixavam. Eu sozinha com duas crianças (ok, uma já é adolescente, foi mais para ajudar) levei um saco onde guardei todo o lixo quando não tinha caixotes por perto.  e não fiz lixo nenhum no chão, mas era vergonhoso de ver. Que exemplos dão estas pessoas aos seus filhos???

 (E bem se foram lá e viram uma invasora na casa de banho dos Homens era eu, que precisava de mudar a roupa ao filho e a das mulheres estava cheia. E bem verdade seja dita que o Gonçalo estava no sítio certo e a invasão foi rápida.)

 

O Gonçalo provou o seu primeiro Beijo na Boca, (nada do que estão a pensar malandrecos/as), mas sim, uns fantásticos gelados de fruta artesanais com uma boa relação qualidade preço.

Ainda fomos brincar no Parque mas o ponto alto para mim foi a interação do Gonçalo com as palhacinhas e outros personagens, à exceção das banhistas que ele não quis nada com elas, mas já foi no fim e ele estava cansadinho.

 Deixo ainda um elogio a todo pessoal do Staff que era de grande simpatia. Não podia ser tudo mau.

Bem como este já vai longo deixo a História do Gonçalo e as Palhacinhas para o próximo post.

 

 fotos de minha autoria todos os direitos reservados

2 Grasnados

Grasnar post