Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

12 APRENDIZAGENS MARAVILHOSAS QUE A AMIZADE COM UMA CRIANÇA ESPECIAL PODE TRAZER AOS SEUS FILHOS

293081.jpgImagem retirada de Clipart library com link de referência na imagem

Agora que as aulas vão começar, muitas crianças vão-se deparar com uma ou mais crianças um pouco mais  diferentes  do que as outras. São aquelas crianças que precisam de um tipo de ensino e atenção especial. Por vezes é difícil para estas crianças principalmente no caso daquelas que pouco ou nada, verbalizam, terem amigos, porque não sabem como fazê-lo. Mas se as suas crianças, isto  é, se os  seus filhos ou filhas lhes derem uma oportunidade quem sabe ganham um amigo ou uma amiga para a vida.

 Existem algumas  crianças como as crianças com autismo não verbais, ou que pouco verbalizam e as crianças com paralisia cerebral, que não falam, mas entendem tudo. Percebem o que lhes dizem e principalmente falam a linguagem dos afetos.

A maioria destas crianças tem poucos amigos porque por vezes as outras crianças afastam-se , por estes serem um pouquinho mais diferentes dos demais.

E porque digo, um pouquinho mais diferentes e não diferentes? Porque felizmente somos todos diferentes, alguns apenas o são um pouquinho mais. Mas aquilo que os torna diferentes também os torna especiais.

Então que coisas maravilhosas se podem aprender com estas crianças um pouco mais diferentes e um pouco mais especiais:

-Amizade para a vida- quando ganham um amigo dão-lhe muito valor, mesmo que não deem a entender.

-Afeto- Muitas destas crianças falam linguagem dos afetos

Adaptabilidade- Ao interagirem as crianças vão-se adaptando umas às outras.  

Empatia-Elas  aos poucos vão entendendo que há coisas  que estas crianças não podem fazer como elas e conseguem entender os desafios .

Compreensão- Aprendem a  perdoar certos comportamentos destas crianças porque compreendem que muitas das vezes faz parte dos problemas deles não controlar esses comportamentos.

Compaixão- Ao ver o que estas crianças lutam para conseguir executar uma tarefa que para elas é simples, mas que para estas crianças pode ser peri

Sinceridade-  A grande maioria destas crianças nem sequer tem noção do que é uma mentira.

Coragem- Estas crianças não se amedrontam facilmente perante qualquer obstáculo.

Persistência-  Gestos simples para a maioria das crianças podem ser desafios gigantes para elas, se não conseguirem a primeira tentam a segunda, a terceira e o pouco que conseguem é uma grande conquista

Resiliência-  Crianças como estas têm de aprender tudo de novo muitas vezes, tem de suportar muitas horas de terapias, médicos, hospitais, enquanto as outras brincam ou têm atividades extra Curriculares.

Felicidade com coisas simples – Estas crianças não dão vão valor a coisas materiais, uma flor, um abraço, uma brincadeira com um amigo, um animal,  uma pequena conquista deixa-os felizes. Assim as suas crianças aprendem que não são as coisas matérias que lhes dão felicidade.

Pureza-  Grande parte destas crianças não tem maldade, pelos sentimentos e gestos dela para com aqueles que brincam e interagem com eles são puros.

E estas crianças o que aprendem? Aprendem que têm um ou uma amiga maravilhosa para a vida que os aceita como eles são, uma criança como as outras. E evoluem muito em termos sociais, comportamentais e cognitivos.

E não é isto a amizade? Uma troca de afetos onde ambas as partes ganham coisas fantásticas com isso?

Quando a família e os professores explicam às crianças como interagirem umas com as outras, pode ser o início de uma amizade maravilhosa gratificante.

Por isso lembre-se, se a sua criança tem uma criança especial na sua turma, incentive-a a interagir e isso poderá tornar-se numa experiência de vida riquíssima.