Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

Crónicas de uma mãe atrapalhada 2: o nosso anjo azul

Um dia escrevi sobre as aventuras e desventuras das delícias da maternidade e do milagre da vida! Este é a continuação dessas aventuras com um menino especial e as suas peripécias.

Algumas características de autismo que não estão presentes no Gonçalo

Sensibilidade ao toque- O Gonçalo é a antítese, adora abraçar e dar beijinhos. É mais provável eu ter de correr atrás dele, para evitar que ele abrace toda a gente e mais alguém, do que, ele ter uma crise por o abraçarem.

 

Aparente falta de empatia-  O Gonçalo percebe quando estamos tristes e no meu caso vem dar-me abracinhos e festinhas. Escrevi aparente, porque pela minha experiência todas pessoas com autismo que conheci eram invulgarmente empáticas, mas alguns só demonstravam depois de ganharem confiança. Não somos todos um pouco assim???

 

Ecolalia- A ecolalia é a repetição de um som que ouviu sem sentido. Por exemplo fixar a palavra luva e passar o dia a dizer descontextualizado. As poucas palavras que diz são sempre usadas em contexto.

Seletividade alimentar- Sim e não. No Gonçalo é parcial e muito ligada ao aspeto visual. Por exemplo se u lhe fizer uma sandes de mortadela e ele estiver a ver eu a fazer a sandes, ele não come, mas se eu a estiver a comer, ele capaz de me tirar a sandes e comê-la. Não gosta de frango, mas eu também não gosto de favas. Resiste a alimentos novos, a maioria das vezes por ainda não o ter provado. Depois disso geralmente come. Lembro-me da luta que foi para ele provar a melancia de novo (sim já tinha comido, mas no Verão passado) e a seguir de eu ter conseguido que provasse, comeu meia melancia comigo.

 

Estereotipias- Só uma vez o vi fazer flaps (rodar ou bater com as mãos tipo asas no ar intensivamente e foi antes de ser operado aos ouvidos. Sim ele gosta de andar a roda, mas muitas crianças, também gostam de andar à roda.

 

Ausência de jogo social- Se bem que acho isto mais um mito, por muitos serem não verbais e terem dificuldades em interagir, apesar de serem muito literais são capazes de brincar ao faz de conta. O meu filho serve-me sumos e, cafezinhos e bolinhos imaginários sempre que lhe peço. Também entende o que é jogar às escondidas, mesmo que ela aldrabe na contagem, brincar às apanhadas, a pedra , tesoura e papel e  ao macaquinho do chinês!!!

 

Obsessões- Sim ele adora caixas de cartão, mas não vive obcecado por elas. Comboios, peças de lego e números. Ok adora roubar-me o telemóvel? E os outros miúdos não gostam???

 

Quanto a história do contacto ocular, desculpem-me senhores profissionais é uma treta, há 26 anos que dou aulas e tenho sempre de dizer aos meus alunos para olharem para  a pessoa com  que falam e não têm todos autismo. Ele para mim e para nós da família, estabelece contacto ocular.

 

Em conclusão como podem ver dentro do espectro do autismo há muitas diferenças e não se pode comparar um caso com o outro.